Malhando com os filhos

Com filho pequeno em casa fica impossível manter a prática de exercícios físicos, certo? Errado! Qualquer pessoa, mesmo em meio a uma rotina agitada e com filhos, pode, sim, ter uma vida saudável. O segredo é organizar o tempo, e se não puder sair de perto deles, que tal levá-los para se exercitarem com você?

 

malhandocomosfilhos

 

PARA A MAMÃE

Depois de dar a luz, sabemos que o corpo da mulher sofre diversas mudanças. Os quilinhos a mais, a barriga flácida, os seios inchados e as novas estrias passam a incomodar sempre ao se olhar no espelho. Para voltar a boa forma é preciso se exercitar, e com a falta de tempo a solução é malhar na companhia dos pimpolhos.

Além disso, a prática de atividades físicas libera endorfina (hormônio responsável pelo prazer), e ajuda a regular o apetite, sono e humor, o que é fundamental em uma rotina estressante e de muita responsabilidade como a de uma mãe. Movimentar o corpo em uma frequência diária só trás benefícios para a mulher, e a opção de fazer isso em casa ao lado do bebê é melhor ainda.

A especialista em treinamento físico para mulheres, Gabriela Cangussú, tem dois filhos pequenos e sabe o quanto é corrido o dia-a-dia de uma mãe. Foi pensando nisso e na dificuldade de perder os 14 quilos que ganhou na sua segunda gravidez, que ela criou o programa “Mamãe Sarada”, por onde auxilia mães a recuperarem o antigo corpo sem precisar frequentar uma academia.

Os treinos do programa são oferecidos por meio de vídeos online, sendo específicos para as necessidades de mães, focando sempre nos membros do corpo mais afetados pela gravidez, como abdome, pernas e glúteos.

Tendo a duração de apenas 14 minutos diários, é possível que as mães ocupadas consigam encaixar a atividade em qualquer horário livre do seu dia, podendo executá-los também em qualquer lugar, seja perto dos filhos, enquanto dormem ou até mesmo com a ajuda deles.

 

gabrielaAJUDINHA

No “Mamãe Sarada” Gabriela apresenta uma maneira ainda mais divertida de se exercitar. Um treino adicional ajuda às mamães a realizarem os exercícios com a presença do próprio filho. A prática da atividade física em casa, além de deixar o corpo em forma, é uma ótima maneira de se relacionar com a criança.

O bebê pode servir como um peso, por exemplo, e mantê-lo nos braços e pernas enquanto realiza uma série de agachamentos, flexões e abdominais pode ser uma ótima opção para fortalecer os músculos.

Esse treino diferenciado pode ser substituído por qualquer outro da sequência de exercícios do programa, dando os mesmos resultados. A única diferença é que será uma atividade saudável tanto para a mãe como para a criança.

É importante lembrar que seguir as instruções da preparadora física e de um médico é sempre fundamental independente do treino, principalmente para aquelas mães que acabaram de dar a luz.

Uma caminhada levando o carrinho do bebê ou um passeio de bicicleta com os mais velhos também são ótimas opções de programas em família e ao mesmo tempo formas de perder o peso extra. Seja criativa!

 

PARA A CRIANÇA

 Para os pequenos, existe uma confiança e uma necessidade enorme de sentir o calor materno, portanto, estar em contato com a mãe é um grande benefício para a relação entre os dois. Isso sem contar que se exercitando juntos é uma forma, brincar, interagir de ter segurança de estar perto.

Além disso, a criança que vê a mãe se exercitar desde cedo, e principalmente a que participa ativamente disso, está consequentemente plantando uma sementinha em sua memória sobre a importância da atividade física para a saúde.

 

maeefilha

 

Em um mundo em que as crianças só querem ver TV, jogar Vídeo Game e navegar na internet, a desculpa para acompanhar a mãe no treino é uma forma de tirá-los do sofá e colocar o corpo pra funcionar. Brincadeiras e exercícios físicos fazem bem para a saúde e impedem que as crianças ganhem peso, evitando um problema comum hoje em dia que é a obesidade infantil.

A família tem papel fundamental na prevenção da obesidade, já que as crianças seguem os hábitos que estão acostumadas a verem dentro de casa. Portanto, é importante que além de estarem atentos para um hábito saudável na alimentação, os pais pratiquem e influenciem seu filho a praticar exercícios físicos regularmente desde cedo.

Lembrando que para dar início a “rotina de treinamento” é importante ter o aval do pediatra da criança. O ideal é que os bebês, comecem a participar dos treinos depois do terceiro mês de vida, quando a cabecinha já estiver mais firme.

Deixe seu comentário
Mamãe Sarada

Confira nossos posts

Fazer exercícios menstruada faz mal?

Uma dúvida comum entre as mulheres que praticam exercícios físicos regularmente é quanto a realização …